Home > Arte > ARTISTA DEIXA VESTIDO NO FUNDO DO MAR MORTO POR 2 ANOS QUE SE TORNA UMA RELÍQUIA CINTILANTE

ARTISTA DEIXA VESTIDO NO FUNDO DO MAR MORTO POR 2 ANOS QUE SE TORNA UMA RELÍQUIA CINTILANTE

salt dress 3

Artista israelense coloca um vestido preto nas profundezas do Mar Morto para transformá- lo em uma obra de arte para exposição.

 

Sigalit Landau submergiu um vestido em 2014 nas águas salgadas do Oriente Médio, que só foi removido agora para ser exposto no Marlborough Contemporary de Londres.

O mais recente projeto de Landau foi inspirado na peça de teatro “The Dybbuk”, do dramaturgo Shloyme Zanvl Rappoport, mais conhecido como S. Ansky. A peça é sobre uma mulher que é possuída pelo espírito do amado morto, e o vestido encrustado de sal é uma réplica do usado na produção dramática de 1920.

Noiva de Sal foi o nome dado ao projeto, o qual passou por verificação a cada 3 meses durante todo o período nas profundezas do Mar Morto, para capturar todo o processo gradual de cristalização do sal que transformou o vestido em uma impressionante peça cintilante.

 

IMAGENS IMPRESSIONANTES:

salt dress 1

salt dress 6

salt dress 3

salt dress 2

salt dress 4

salt dress 5

salt dress 7

salt dress 8

 
 

A exibição em Londres vai até 03 de setembro (2016).

 
 

 
 

APRENDA A TÉCNICA DE TINGIMENTO TÊXTIL ARTESANAL E MILENAR JAPONESA- OFICINA PRÁTICA DE SHIBORI ECO FRIENDLY #ECOLAB



 
 

APRENDA A PROGRAMAR TECIDOS ELETRÔNICOS- OFICINA DE TECNOLOGIA VESTÍVEL PARA CRIAÇÃO DE VESTUÁRIO INTELIGENTE- #FASHIONTECH



 
 

 

 

Fonte: Sigalit Landau
Marlborough Contemporary

 

 
 

You may also like
OS SEGREDOS DA RENDA TURCA PELAS MÃOS DE UMA BRASILEIRA
ARTE COM TECIDOS DESCARTADOS E ELEMENTOS DA CONTRACULTURA
UPCYCLING: JOIAS CRIADAS COM OURO EXTRAÍDO DE COMPUTADORES
MULHERES PALESTINAS E ISRAELENSES UNIDAS PELA MODA